Comandante do Batalhão de Choque da PMMA fala sobre as expectativas II Curso de Operações de Choque ~ CN1 | O seu Portal de Notícias

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Comandante do Batalhão de Choque da PMMA fala sobre as expectativas II Curso de Operações de Choque


Sexta-Feira, 27 de janeiro de 2017



O Tenente-Coronel Wellington Araújo, Comandante do Batalhão de Choque da PMMA e Coordenador Geral do II COPC (Curso de Operações de Choque) falou em entrevista a equipe da Assessoria de Comunicação da Secretaria de Segurança Pública sobre as suas expectativas com relação ao referido curso.

O Coordenador relatou que o “objetivo do II COPC é capacitar Oficiais e Praças da Corporação para o atendimento de ocorrências de alta complexidade, tendo em vista que o policial militar se depara com variados tipos de ocorrências que exigem do profissional de segurança um elevado conhecimento e preparo técnico.

Diante dessa realidade, se faz necessário a realização de cursos dessa natureza que proporcionem aos integrantes da Instituição atuar tecnicamente e taticamente em Operações de controle de distúrbios civis, operações em presídios, reintegração de posse, policiamento especializado e outras situações de alta complexidade, e consequentemente visa padronizar os procedimentos operacionais do Batalhão de Choque e outras Unidades Operacionais da PMMA.”

O II COPC terá duração de aproximadamente 50 dias, cujo início se deu no último dia 18 de janeiro com a aula Inaugural realizada no Palácio Henrique de La Roque e ministrada pelo coronel Emmanuel Queiroz Leão Braga, Comandante do Comando de Missões Especiais da Policia Militar do Pará, a palestra contou com a presença do Secretário de Segurança Pública Jefferson Portela, o Comandante Geral da PMMA Coronel Frederico Pereira e demais autoridades civis e militares.

O curso começou com 45 militares inscritos e após a primeira semana 15 alunos pediram desligamento.

Ao todo o II COPC terá 507 horas/aula, sendo ministradas 38 disciplinas nos turnos da manhã, tarde e noite, se estendendo até mesmo aos fins de semana e feriados, das quais se destacam Teoria Geral das Operações de Choque, Atuação em Estabelecimento Prisional, Planejamento de Operações de Choque, Reintegração de Posse em Áreas Urbanas e Rurais, Gerenciamento de Crises, Direitos Humanos, Tiro de Combate, Abordagem, dentre outras.

A novidade desta edição será o intercâmbio com as Polícias Militares dos Estados de Minas Gerais e São Paulo. Na PMMG serão aplicados os módulos de Legislação de CDC (Controle de Distúrbios Civis) e Negociação em Movimentos Sociais e Manifestações. Enquanto que na PMSP serão aplicados os módulos de Choque Montado, Técnicas de CDC, CDC em veículos blindados e Policiamento em Eventos.

Para finalizar a entrevista o Tenente Coronel Wellington ressaltou que “os policiais militares que conseguirem se formar no II COPC estarão aptos para atuar em diversas ações em que o Batalhão de Choque é empregado, dentre elas as ocorrências de Distúrbio Civil, seja ela em movimento onde a Ordem seja “quebrada”, nas quais são necessárias a utilização de técnicas e instrumentos de menor potencial ofensivo.

O curso irá proporcionar também aos policiais que detenham o conhecimento necessário para atuarem em missões de alto risco e em grandes eventos e Praças Desportivas, bem como realizar de forma qualificada o patrulhamento tático nas áreas de alta periculosidade, apoiando os Batalhões de Área no combate à criminalidade e atuando de forma preventiva e repressiva.

O policial irá adquirir também habilidades como disciplina, autocontrole, resistência a fadiga, flexibilidade e confiança para enfrentar as mais diversas missões, as quais forem atribuídas a ele e, portanto, irá possuir qualidades necessárias para atuar nas Operações do Batalhão de Choque. ”  

 Cabo PM Paulo ASCOM SSPMA, edição Portal CN1

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes