Vereadores Alberto Carlos, Nildinha Teles e Licinha Cardoso dão continuidade às visitas aos órgãos municipais de Chapadinha ~ CN1 | O seu Portal de Notícias

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Vereadores Alberto Carlos, Nildinha Teles e Licinha Cardoso dão continuidade às visitas aos órgãos municipais de Chapadinha



Do  Portal  CN1

Terça-Feira, 21  de fevereiro de 2017

                              Nildinha Teles (PRB)                   Alberto Carlos (PR)               Licinha Cardoso (PRB)                                                                   
Uma comissão de parlamentares chapadinhenses formados pelos vereadores Alberto Carlos (PR), Nildinha Teles (PRB) e Licinha Cardoso (PRB), dão continuidade às visitas aos órgãos municipais, desta vez a Assistência Social.  A iniciativa faz parte de uma série de visitas para fiscalizar como andam os atendimentos à população. 

Desta vez a visita ocorreu nos  Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) dos bairros Vila Isamara e Campo Velho, o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) no bairro Corrente e o Conselho Tutelar. Ainda no mesmo dia, no período da tarde, na companhia da Vereadora Nildinha Teles, visitamos a Residência Inclusiva e o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) do bairro Areal.

Continuando as visitas, os parlamentares visitaram  a Casa Abrigo e finalizaram  as visitas no prédio onde funciona a Secretaria de Assistência Social, onde foram  recebidos pela secretária-Adjunta Wegilla Viana, que apresentou todos os setores da secretaria, e disse que a equipe está empenhada em normalizar todos os serviços oferecidos pela pasta.

Quanto às dificuldades enfrentadas pela Residência Inclusiva, a secretária informou aos vereadores, que  todas as Cuidadoras terão seus salários garantidos e que o abastecimento da residência já foi normalizado, e quanto ao Conselho Tutelar, ela informou que está fazendo o possível para atendê-los.

Na oportunidade, os parlamentares  ressaltaram  que deve haver uma parceria maior com o Conselho Tutelar, pois existe uma demanda de mais de 400 casos que precisam passar por outras visitas e a primeira visita de outros novos 30 casos que surgiram em 2017.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes