Aluno atira em colegas dentro de escola em Goiânia, mata dois e fere quatro ~ CN1 | O seu Portal de Notícias

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Aluno atira em colegas dentro de escola em Goiânia, mata dois e fere quatro


Sexta-Feira, 20 de outubro de 2017


O Colégio Goyases registrou um tiroteio dentro de uma sala de aula, por volta das 11h40 desta sexta-feira, em Goiânia (GO). Segundo uma funcionária da instituição particular, que não quis se identificar, dois jovens foram mortos e seis ficaram feridos.

De acordo com a funcionária, todas as vítimas tinham 13 anos e eram da mesma do 8º ano. Segundo o Corpo de Bombeiros, os baleados foram levados para o Hospital de Urgências de Goiânia (HUGO). De acordo com um dos colegas, o adolescente de 13 anos seria filho de um major da Polícia Militar (PM) e teria cometido o crime com uma arma do pai, calibre .40. O jovem foi levado por uma viatura.
Segundo este mesmo colega, o autor do atentado sofria bullying e era apontado na sala como um menino "fedorento" e que um colega teria levado um frasco de desodorante para a sala de aula. 


João Pedro Calembo morre em ataque em escola de Goiânia (Foto: Reprodução/ TV Anhanguera)

Moradores da região afirmaram, nas redes sociais, que a rede de celular ficou fora do ar e, de acordo com o pai de um dos alunos, o garoto não tinha uma vítima específica e "entrou atirando aleatoriamente". A reportagem procurou o colégio Goyases que, por sua vez, não quis se pronunciar por "não ter condições". As aulas na instituição foram suspensas.  

Uma moradora da região e ex-aluna do Goyases, Damares Soares, esteve no local após saber do tiroteio para ter notícias de amigos. "A situação era de assustar, pais correndo atrás de filhos, pessoas assustadas, helicóptero perto do colégio, polícia em todos os lugares", contou. 

O Instituto Médico Legal (IML) confirmou a morte de dois jovens. Um helicóptero do Grupo de Radiopatrulha Aérea encaminhou uma adolescente para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo).

"Ele sofria bullying, o pessoal chamava ele de fedorento, pois não usa desodorante. No intervalo da aula, ele sacou a arma da mochila e começou a atirar. Ele não escolheu alvo. Aí todo mundo saiu correndo", relatou o estudante.


Com informações G1/Estado de Minas 

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes