Do Blog do Alexandre Pinheiro

                                                              Rodoviária de Chapadinha

Entre as loucuras que circulam na Internet me chega um texto atribuído ao grande articulador da derrota de seu grupo, o ex-secretário de Belezinha, Aluízio Santos que lança algumas perguntas em tom de crítica ao governador Flávio Dino e ao deputado Levi Pontes sobre o Hospital Regional de Chapadinha, que será inaugurado no próximo dia 29 de março, aniversário da cidade.

Aluízio Santos – aquele que foi flagrado comprando votos, condenado pela justiça eleitoral e só não foi preso porque confessou o crime e fez uma transação penal com Ministério Público – pergunta onde entra o deputado Levi na história do Hospital Regional. Ora, como toda a Chapadinha sabe, além do Viva Cidadão, Restaurante Popular, Mais Asfalto presente em várias ruas de Chapadinha, Reforma de Colégio, Corpo de Bombeiros, IEMA, Emendas para o Carnaval, UPA da Areal e tantos outros importantes equipamentos públicos que antes não tinha e agora têm como fruto do trabalho de Levi Pontes, o Hospital Regional não é diferente e tem a marca da luta do deputado.

Adiante, o ex-secretário de obras faz uma confusão entre montante deixado pago pela obra com execução efetiva. Os 80% que ele conta como executado na verdade não passam de valores pagos antecipadamente a uma empresa que foi suspeita de financiar ilicitamente companhas eleitorais do esquema que mandava na Saúde aquela época e considerada inidônea, enquanto a execução de obra não passou de 54% e se arrastou até o afastamento definitivo da empresa por ordem judicial, quando o governador Flávio Dino fez nova licitação e garantiu a conclusão do Hospital.

Confundir valor pago com obra executada é coisa de quem deixou inúmeras praças e obras públicas abandonadas por toda a cidade. Seguimos.

Também reclamada por Aluízio, a obra do Centro de Hemodiálise sofreu as mesmas dificuldades da trajetória do Hospital e segue com a ação do governo Flávio Dino em corrigir os erros e evitar desvios e o deputado Levi, como presidente da comissão de saúde da Assembleia, vai anunciar o início de mais essa importe obra para Chapadinha e região.

                                           Hospital Regional Será Entregue em 29 de Março

Ao final Aluízio agradece a Roseana e a Belezinha. Como assim? Explico: ele enaltece Roseana pela decisão de colocar o Hospital em Chapadinha e a sua chefa municipal por haver “doado” o terreno de sua instalação. Vamos e venhamos, se a ex-governadora tivesse decidido instalar este hospital em outra cidade na região que não Chapadinha isso seria tão insano quanto agradece-la pelos erros e desvios que tanto atrasaram a obra; já a doação de Belezinha (essa é mais hilária) eu, você e todos os cidadãos de Chapadinha que pagamos com dinheiro da prefeitura a fortuna de 480 mil reais por terreno na Zona Rural, vamos ficar gratos pela generosa avaliação do imóvel?

Se o ensejo da Turma do Funil foi começar o debate eleitoral de 2018, não poderiam ter escolhido melhor tema para os adversários: a comparação entre o Hospital Regional da luta de Levi Pontes finalmente inaugurado versus a grande rodoviária de Belezinha que ela tentou tomar terrenos de terceiros em dois locais diferentes, recebeu o dinheiro do governo federal e o prédio até hoje se procura.

                                               Um dos terrenos onde a Rodoviária deveria funcionar

http://www.portalcn1.com.br/wp-content/uploads/2018/02/02-5.jpghttp://www.portalcn1.com.br/wp-content/uploads/2018/02/02-5-150x150.jpgPortal de Notícias CN1Baixo ParnaíbaPolíticaBaixo Parnaíba,Deputado Levi Pontes/2018,PolíticaDo Blog do Alexandre Pinheiro                                                               Rodoviária de Chapadinha Entre as loucuras que circulam na Internet me chega um texto atribuído ao...Portal de Notícias CN1
slp6p5

jku7bl