As autoridades indonésias informaram nesta segunda-feira (29/10) um avião da empresa de baixo custo Lion Air que estava desaparecido caiu no Mar de Java com 188 pessoas bordo, entre passageiros e tripulantes. “Confirmamos o acidente”, disse Yusuf Latif, porta-voz das equipes de emergência que iniciaram uma operação para tentar encontrar sobreviventes.

O avião, um Boeing 737-800, voo JT 610, desapareceu dos radares 13 minutos depois de decolar do aeroporto de Jacarta às 6h20 locais (20 horas de domingo em Brasília) com destino à cidade de Pangkal Pinang.

Segundo o diretor da Agência Nacional de Emergência, Muhammad Syaugi, o avião estava sobrevoando o Mar de Java quando desapareceu dos radares. O avião deveria ter pousado uma hora depois de sua decolagem na cidade de Pangkal Pinang, que fica na Ilha de Bangka.

A equipe de busca e resgate disse que um rebocador viu o avião cair na Baía de Karawang, noroeste de Jacarta. “O avião transportava 178 passageiros adultos, um menino, dois bebês, assim como dois pilotos e cinco membros dos tripulação”, declarou o diretor-geral de aviação civil do Ministério de Transportes, Sindu Rahayu. “O avião solicitou retornar à base antes de desaparecer dos radares”, acrescentou Rahayu em um comunicado.

Destroços do avião, incluindo assentos, foram encontrados perto de uma refinaria, disse um funcionário da empresa estatal Pertamina. Restos da aeronave também foram vistos perto da área onde o Boeing 737 da Lion Air perdeu contato com os controladores de voo de Jacarta.

Sutopo Purwo Nugroho, porta-voz da agência de resgate, publicou no Twitter fotografias dos restos do avião, além de um smartphone quebrado, livros, malas e partes da fuselagem recolhidos pelos navios de busca. A TV indonésia também exibiu imagens de um rastro de combustível, além de uma grande área com destroços.

“Não sabemos se há algum sobrevivente”, disse Syaugi em uma entrevista coletiva. “Nós esperamos, nós rezamos, mas não podemos confirmar”, acrescentou. A aeronave, uns Boeing 737, entrou em funcionamento em meados de em agosto passado e tinha cerca de 800 horas de voo, disse Soerjanto em entrevista coletiva.

“Não podemos pressupor nada antes de encontrar as caixas-pretas e analisar a gravação da torre (de controle aéreo)”, acrescentou. A companhia aérea, por sua vez, afirmou que os pilotos do avião tinham mais de 11 mil horas de experiência.

Agência Brasil

http://www.portalcn1.com.br/wp-content/uploads/2018/10/04-44.jpghttp://www.portalcn1.com.br/wp-content/uploads/2018/10/04-44-150x150.jpgPortal de Notícias CN1InternacionalInternacionaisAs autoridades indonésias informaram nesta segunda-feira (29/10) um avião da empresa de baixo custo Lion Air que estava desaparecido caiu no Mar de Java com 188 pessoas bordo, entre passageiros e tripulantes. “Confirmamos o acidente”, disse Yusuf Latif, porta-voz das equipes de emergência que iniciaram uma operação para tentar...Portal de Notícias CN1
slp6p5

jku7bl