Membros do 3º Grupo de Forças Especiais saúdam o caixão do sargento do Exército dos Estados Unidos, La David Johnson, um dos três soldados americanos mortos no Níger – AFP/Arquivos

Um vídeo aparentemente feito pela câmera do capacete de um dos soldados americanos assassinados em uma emboscada do grupo Estado Islâmico (EI) no Níger demonstra a depravação dos extremistas, afirmou o Pentágono nesta segunda-feira (5) depois que o EI postou as imagens.

O Departamento de Defesa “está ciente das supostas fotos e vídeos de propaganda do EI do ataque terrorista de 4 de outubro de 2017 no Níger. A publicação desses materiais demonstra a depravação do inimigo contra o qual estamos lutando”, sustentou o Pentágono em comunicado.

O vídeo de nove minutos inclui uma compilação de imagens fixas e de vídeo, algumas delas do EI e alguns outros americanos.

O vídeo mostra o que parece ser o ataque em si, que aconteceu quando uma unidade de 12 soldados das forças especiais americanas e 30 militares nigerinos retornavam da aldeia de Tongo Tongo, perto da fronteira com o Mali.

Foram atacados por um grupo de cerca de 50 combatentes do EI equipados com armas pequenas, granadas e caminhões montados com armas de fogo.

No vídeo, acompanhado de canções islâmicas, são mostradas imagens explícitas do ataque e o soldado que usa a câmera sendo abatido a tiros.

AFP

http://www.portalcn1.com.br/wp-content/uploads/2018/03/05-5.jpghttp://www.portalcn1.com.br/wp-content/uploads/2018/03/05-5-150x150.jpgPortal de Notícias CN1InternacionalInternacionaisMembros do 3º Grupo de Forças Especiais saúdam o caixão do sargento do Exército dos Estados Unidos, La David Johnson, um dos três soldados americanos mortos no Níger - AFP/Arquivos Um vídeo aparentemente feito pela câmera do capacete de um dos soldados americanos assassinados em uma emboscada do grupo Estado...Portal de Notícias CN1