Os escritórios da emissora americana CNN e do conglomerado Time Warner, em Nova York, foram esvaziados em razão de uma suspeita de bomba, nesta quarta-feira (24/10), nos Estados Unidos (EUA). Mais cedo, dois pacotes não identificados foram encontrados entre as correspondências enviadas ao ex-presidente americano Barack Obama e à ex-secretária de Estado Hillary Clinton, informou o Serviço Secreto dos EUA.

Horas depois, a polícia da Flórida informou que investiga um pacote suspeito enviado ao escritório da deputada democrata Debbie Wasserman Schultz, que também foi esvaziado. A polícia está investigando todos os relatos sobre os dispositivos.

Os dispositivos encontrados nas correspondências de Obama e Hillary são similares ao encontrado na segunda-feira na caixa de correio da residência do bilionário George Soros, segundo oficiais. Uma informação inicial dizia que a Casa Branca também havia recebido um pacote suspeito, mas uma fonte próxima das investigações nega o fato.

A administração Trump condenou o que chamou de “atos terroristas” e afirmou que tomará as medidas necessárias para “proteger qualquer um ameaçado por esses covardes”. “Esses atos terroristas são desprezíveis”, afirmou a assessora da Casa Branca Sarah Huckabee.

Em um comunicado, o Serviço Secreto afirmou que “interceptou dois pacotes suspeitos enviados a protegidos” do órgão, “identificados como a sra. Clinton e o sr. Obama”. “As embalagens foram imediatamente identificadas durante os procedimentos rotineiros de triagem de correspondências como dispositivos com potencial explosivo, e foram tratadas como tal”, afirma a nota. “Os protegidos não chegaram a receber os pacotes e não correram o risco de recebê-los.”

O Serviço Secreto disse ainda que “iniciou uma investigação criminal de escopo completo que alavancará todos os recursos federais, estaduais e locais disponíveis para determinar a origem dos pacotes e identificar os responsáveis”.

O primeiro artefato foi encontrado nesta manhã por um responsável por selecionar as correspondências enviadas à residência de Hillary e Bill Clinton no Condado de Westchester. O segundo, enviado a Obama, foi interceptado em Washington D.C. pela equipe do Serviço Secreto.

A residência de Soros está localizada ao norte da cidade de Nova York. O artefato em questão, construído com um cano de 15 cm e pó explosivo, foi “prontamente detonado” por agentes da equipe de detecção de explosivos. Ainda não se sabe quem foram os responsáveis.

O magnata, um dos maiores doadores do mundo para grupos e causas progressistas, tornou-se uma figura de ódio para ativistas de direita nos EUA e no leste europeu, e alvo de uma campanha hostil do governo nacionalista em sua terra natal, a Hungria.

Agência Estado

http://www.portalcn1.com.br/wp-content/uploads/2018/10/04-35-1024x683.jpghttp://www.portalcn1.com.br/wp-content/uploads/2018/10/04-35-150x150.jpgPortal de Notícias CN1InternacionalInternacionaisOs escritórios da emissora americana CNN e do conglomerado Time Warner, em Nova York, foram esvaziados em razão de uma suspeita de bomba, nesta quarta-feira (24/10), nos Estados Unidos (EUA). Mais cedo, dois pacotes não identificados foram encontrados entre as correspondências enviadas ao ex-presidente americano Barack Obama e à...Portal de Notícias CN1
slp6p5

jku7bl