Foto: Marcos Santos
                                                         

Faltam três dias para a primeira etapa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018. No domingo (4/11), cerca de 5,5 milhões de inscritos farão a prova de ciências humanas, linguagens e códigos, mais a redação em 1.725 municípios brasileiros. Para tudo transcorrer de forma tranquila e favorável até a data, professores recomendam uma rotina de estudos equilibrada e momentos de relaxamento. Assim, o candidato pode driblar a ansiedade e se sentir confiante e bem disposto na hora de fazer a avaliação.

A primeira dica para balancear o cronograma de conteúdo a ser estudado é do professor de física do Sigma, Paulo Ferrari. Apesar de lecionar matéria de exata, ele destaca a importância de intercalar o estudo das diferentes disciplinas para ir bem nos dois dias de prova do Enem.

“Tente equilibrar ao longo do dia conteúdos com abordagens diferentes. Então, não invente, por exemplo, de estudar uma tarde inteira física, química e depois matemática. São matérias com sobrecarga de um tipo de raciocínio”, afirma o docente. “Pegue uma matéria que tenha mais leitura, depois uma com mais contas, uma disciplina com mais interpretação de texto e, em seguida, outra mais técnica. Tente intercalar isso na sua sessão de estudos para não ficar esgotado”, recomendou.

Ferrari também lembra: “A essa altura da sua trajetória de estudos, o ideal é que você já se conheça o suficiente para saber se rende melhor em sessões mais longas ou mais curtas de conteúdo”.

Para o primeiro domingo de prova, a sugestão da professora de português do Leonardo da Vinci, Débora Aguiar, é a seguinte: “Ter calma e paciência”. Neste dia, os participantes terão cinco horas e meia para responder os questionamentos constantes na avaliação e fazer a produção textual: o horário vai das 13h30 até 19h.

Na avaliação da especialista, o caminho mais recomendável para o inscrito é começar pelas questões que ele tenha mais facilidade. “Se é a redação, se você treinou bastante, já comece seu rascunho. Depois, parta para as questões de códigos e linguagens. Dá uma parada de uns cinco minutos, respira. E logo em seguida, vá para a parte de ciências sociais, por exemplo”, ressaltou.

Outra dica é observar bem o contexto das questões. Ou seja, fazer uma boa interpretação de texto antes de responder os questionamentos. A dica é da professora de biologia do Alub, Thamyres de Oliveira, mas pode ser considerada válida para solucionar os enigmas da prova de humanas também.

“Foque em como você lê as questões. Se estiver mais relaxado e ler o questionamento com um pouco mais de foco e atenção, vai observar que conseguirá acertar muitas das perguntas apenas prestando atenção no contexto”, afirmou, ao pontuar que a sugestão também deve ser levada em consideração no caderno de prova de exatas. “Mesmo apresentando números, há questões que se você olhar bem o contexto, a interpretação, já consegue acertar a alternativa. Não é necessário fazer nem o cálculo”, ensina.

Confira todas as dicas dos especialistas para ir bem no Enem:

Relaxamento
Tão importante quanto manter foco e disciplina durante a rotina de estudos, ter momentos de pausa e relaxamento pode ser essencial para afastar a ansiedade e a pressão que o período da reta final ocasiona aos candidatos do Enem. O professor de geografia do Alub, Leonardo Silvério, reforça: “Tranquilidade do nosso corpo e mente são essenciais”.

Ele acrescentou: “Nesses últimos dias, você deve separar algum tempo para dormir bem e fazer exercícios físicos. Ainda que seja passear com o cachorro, fazer uma caminhada ou andar de bicicleta”.

Alimentado e hidratado
Comer alimentos leves para evitar indisposições no dia da prova é outra dica dada pelo especialista. Além disso, segundo ele, é fundamental para o participante ficar atento ao próprio corpo nas datas do exame. “Se perceber que está ficando cansado, peça para levantar, tomar uma água ou respirar do lado de fora do local de prova para poder voltar com a cabeça mais tranquila”, concluiu.

Para finalizar, o professor de matemática do Sigma, Gabriel Carvalho, sugere ao inscrito fazer alguma atividade que aprecia para extravasar. “Acho importante para relaxar, você fazer coisas que já fazia antes para trazer um certo desligamento dessa pressão de vestibular. Então se você é uma pessoa que relaxa na acadêmia, faça isso!. Se você gosta de conviver com seus amigos, de ir ao cinema, procure isso”, aconselhou.

ão se coloque em atividades responsáveis por causar cansaço exacerbado ou estresse nesse momento. Pratique vivências de bem estar, porque você precisa disso nessa reta final”
Gabriel Carvalho, professor do Sigma.

Ingred Suhet/Metrópoles

http://www.portalcn1.com.br/wp-content/uploads/2018/11/03.jpghttp://www.portalcn1.com.br/wp-content/uploads/2018/11/03-150x150.jpgPortal de Notícias CN1GeralGeral                                                          Faltam três dias para a primeira etapa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018. No domingo (4/11), cerca...Portal de Notícias CN1
slp6p5

jku7bl