Suzane von Richthofen deixou a penitenciária feminina de Tremembé (SP) na manhã desta quinta-feira (10/5). A saída é benefício temporário para o feriado do Dia das Mães.

Detentos do regime semiaberto que possuem bom comportamento têm direito ao “saidão”, concedido até cinco vezes ao ano por período limitado a até sete dias, desde que tenha registrado um endereço fixo de permanência fora do presídio.

Em 2006, Suzane, o namorado da época, Daniel Cravinhos, e o irmão dele, Cristian Cravinhos, foram condenados pela morte dos pais dela, o engenheiro Maonfred e a psiquiatra Marísia. O crime ocorreu em 2002, enquanto o casal dormia, em São Paulo.

Passeio e selfies
Esta não é a primeira vez que Suzane sai da cadeia. Em maio de 2017, durante saída temporária da condenada, Rogério Olberg — que se encantou por Suzane em uma das visitas feitas à irmã dele, que também está presa em Tremembé — e Suzane passearam juntos pelas ruas da pequena Itapeva (SP), cidade de 22 mil habitantes, onde Olberg mora.

Nas redes sociais, alguns moradores postaram selfies com Suzane. Outros ficam indignados com a presença da detenta por lá.

Rafaela Lima/Metrópoles

http://www.portalcn1.com.br/wp-content/uploads/2018/05/10-2.jpeghttp://www.portalcn1.com.br/wp-content/uploads/2018/05/10-2-150x150.jpegPortal de Notícias CN1GeralGeralSuzane von Richthofen deixou a penitenciária feminina de Tremembé (SP) na manhã desta quinta-feira (10/5). A saída é benefício temporário para o feriado do Dia das Mães. Detentos do regime semiaberto que possuem bom comportamento têm direito ao “saidão”, concedido até cinco vezes ao ano por período limitado a até...Portal de Notícias CN1
slp6p5

jku7bl