Com Rose de Freitas (Podemos-ES) presidente e Carlos Viana (PSD-MG), o Senado instalou nesta terça-feira (13/3) uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar responsabilidades tanto no campo privado como no público do vazamento da barragem Córrego do Feijão, da Vale, em Brumadinho (MG).

“O que vamos tratar aqui é rever todo procedimento para que esse país não passe mais por uma tragédia desta magnitude”, disse a senadora. O requerimento para a instauração foi apresentado pelo senador Otto Alencar e, por votação simbólica, os senadores aprovaram o nome de Rose de Freitas e do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) para a vice presidência.

Como primeiro ato da CPI, os senadores aprovaram a convocação do ex-presidente da Vale Fábio Schwartzman, que dirigia a empresa na época do desastre, mas se afastou recentemente, e do atual comandante, Eduardo Bartolomeo. O relator informou que pretende apresentar já na próxima reunião uma lista de requerimentos para serem apreciados, além de um cronograma de trabalho.

Além de Rose de Freitas, Randolfe e Carlos Viana, a comissão será composta pelos senadores Otto Alencar (PSD-BA), Antonio Anastasia (PSDB-MG), Roberto Rocha (PSDB-MA), Dário Berger (MDB-SC), Márcio Bittar (MDB-AC), Jorge Kajuru (PSB-GO), Telmário Mota (Pros-RR), Jean Paul Prates (PT-RN), Wellington Fagundes (PR-MT), Selma Arruda (PSL-MT) e Leila Barros (PSB-DF).

Antes de a CPI ser instalada, o presidente do Senado Davi Alcolumbre (DEM-AP) deu um prazo para os partidos na Câmara indicarem os integrantes para a criação de uma Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI). Como os parlamentares não se manifestaram, o Senado decidiu instalar a CPI.

https://www.portalcn1.com.br/wp-content/uploads/2019/03/01-8.jpeghttps://www.portalcn1.com.br/wp-content/uploads/2019/03/01-8-150x150.jpegPortal de Notícias CN1GeralPolíticaCom Rose de Freitas (Podemos-ES) presidente e Carlos Viana (PSD-MG), o Senado instalou nesta terça-feira (13/3) uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar responsabilidades tanto no campo privado como no público do vazamento da barragem Córrego do Feijão, da Vale, em Brumadinho (MG). “O que vamos tratar aqui é...
slp6p5

jku7bl