Suspeito de matar a namorada Lidiane Oliveira, de 24 anos, Jhonatan Campos, de 22 anos, fez uma declaração de amor pública para ela nas redes sociais dois dias antes de cometer o crime. A estudante de direito foi encontrada morta a facadas, em Ponta Grossa, no Paraná, na madrugada de  domingo (10/3). A informação é do jornal O Globo.

“À mulher da minha vida, que me apaixono todos os dias e sou grato por ela estar comigo. Feliz Dia da Mulher, eu amo você”, publicou Jhonatan.

De acordo com o Globo, pouco antes de ser morta pelo namorado, Lidiane tinha prestado queixa contra ele. Além de matar a jovem, o autor do crime ainda desferiu golpes de faca contra a mãe dela, de 60 anos, que foi socorrida e está internada.

Segundo a reportagem, na noite de sábado (9), o casal tinha ido para um bar e, na volta, houve uma discussão. O delegado disse que a briga foi, provavelmente, motivada por ciúmes. Na ocasião, Jhonatan quebrou um objeto e a jovem saiu de casa para chamar a Polícia Militar, que foi ao local e registrou um boletim de ocorrência.

No entanto, cerca de uma ou duas horas depois, o rapaz conseguiu voltar e entrou pelos fundos da casa. A vítima estava no banho, foi esfaqueada, e saiu pedindo socorro, mas não resistiu.

https://www.portalcn1.com.br/wp-content/uploads/2019/03/05-18.jpghttps://www.portalcn1.com.br/wp-content/uploads/2019/03/05-18-150x150.jpgPortal de Notícias CN1PolíciaPolíciaSuspeito de matar a namorada Lidiane Oliveira, de 24 anos, Jhonatan Campos, de 22 anos, fez uma declaração de amor pública para ela nas redes sociais dois dias antes de cometer o crime. A estudante de direito foi encontrada morta a facadas, em Ponta Grossa, no Paraná, na madrugada...
slp6p5

jku7bl