Por Rafaela Limaportal Metrópoles

Reprodução/TV Globo

Condenada desde 2002 a 39 anos de prisão pelo assassinato dos pais, a detenta Suzane von Ritchthofen deixou a penitenciária feminina de Tremembé, no interior de São Paulo, na manhã desta quarta-feira (08/05/2019) para passar com familiares o Dia das Mães. O mesmo benefício foi concedido a outra presa famosa, Anna Carolina Jatobá, acusada da morte da enteada, a menina Isabella Nardoni.

As duas saíram em horários diferentes, entre 8h e 9h da manhã, e devem retornar à prisão somente no dia 14 de maio.

Suzane, o irmão e os pais – Divulgação

Assassinato
Esta é a primeira vez no ano que Suzane deixa a prisão. Ela chegou a ser punida com a perda de três saídas temporárias após ter sido flagrada em uma festa em Taubaté durante o “saidão” de fim de ano, mas a Justiça cancelou a penalidade.

Em 2006, Suzane, seu namorado à época, Daniel Cravinhos, e o irmão dele, Cristian Cravinhos, foram condenados pela morte dos pais dela, o engenheiro Manfred Albert von Richthofen e a psiquiatra Marísia von Richthofen. O crime ocorreu em 2002, enquanto o casal dormia, em São Paulo.

https://www.portalcn1.com.br/wp-content/uploads/2019/05/10-7.jpghttps://www.portalcn1.com.br/wp-content/uploads/2019/05/10-7-150x150.jpgPortal de Notícias CN1PolíciaPolíciaPor Rafaela Lima/ portal Metrópoles Condenada desde 2002 a 39 anos de prisão pelo assassinato dos pais, a detenta Suzane von Ritchthofen deixou a penitenciária feminina de Tremembé, no interior de São Paulo, na manhã desta quarta-feira (08/05/2019) para passar com familiares o Dia das Mães. O mesmo benefício foi concedido a...
slp6p5

jku7bl