Candidato a prefeito Júlio César esconde situação de inelegibilidade em Anapurus ~ CN1 | O seu Portal de Notícias

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Candidato a prefeito Júlio César esconde situação de inelegibilidade em Anapurus


Terça-Feira, 16 de agosto de 2016

O candidato a prefeito em Anapurus Júlio Cesar (PSDC), que também é irmão do deputado Paulo Neto esconde da população, amigos, correligionários e apoiadores de campanha a real situação que encontra-se sua candidatura naquela cidade.

Júlio Cesar antes de querer ser prefeito já foi presidente da Câmara da cidade de Mata Roma entre os anos de 2001 e 2004, ficando inelegível devido a falta de prestação de contas. Foi também presidente do ITERMA onde respondeu por processo administrativo, onde permaneceu inelegível.

Na época, ele conseguiu duas liminares, uma da desembargadora Cleonice Freire derrubou no último dia 7 de agosto e a outra está agravo para o desembargador Guerreiro Júnior.

Júlio César realizou convenção partidária juntamente com seu vice Riba Monteles no dia 31 de julho no Inter Clube em Anapurus. Até ai tudo bem, ocorre, que o então candidato ainda não pediu registro de candidatura devido a atual situação.

No dia 05 de agosto de 2015, o Estado do Maranhão, através do Procurador Dr Adriano Cavalcanti recorreu da decisão liminar dada pela juíza titular da comarca de Breja, Dr Conceição Privado Rêgo. A liminar beneficiava Júlio César Almeida Neto, escolhido em convenção partidária como o candidato representante do atual governo de Anapurus.

A juíza havia suspendido os efeitos do acórdão do TCE 175/2009 que julgou irregular a prestação de contas de Júlio César quando foi presidente da Câmara de Mata Roma. No entanto, com a decisão da desembargadora Cleonice Silva Freire na última terça-feira (9), que derrubou a liminar, Júlio César encontra-se no rol de candidatos inelegíveis no Maranhão.

A situação que já está complicada deve piorar ainda mais nos próximos dias, já que a segunda liminar concedida também pela juíza de Brejo encontra-se no gabinete do desembargador Guerreiro Júnior, que deverá decidir definitivamente se atenderá o recurso do Estado do Maranhão ou se favorecerá a Júlio César.

Vale lembrar que a suspensão dada pela desembargadora Cleonice Freire já foi o suficiente para que o candidato se enquadre inelegível.

No município de Anapurus, a real situação é sabida por todos, até o próprio candidato não esconde mais a preocupação. Dentre os falsos sorrisos amarelo para o povo, as reuniões com o grupo durante a madrugada não param no intuito de reverter o quadro diante a derrota sofrida no Tribunal de Justiça.




0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes